Navegação Categoria

Comportamento

Amor, Comportamento, Textos

Sobre amor, ciúme e desconfiança

13 de março de 2014

A falta de confiança tem se tornado uma tendência dos relacionamentos atuais, talvez a causa disso tudo seja o modo como as pessoas passaram a tratar e enxergar os relacionamentos. Tô falando dessa galera que encontra o amor verdadeiro pelo menos 3 vezes ao ano, e que o amor “pra sempre” dura até o carnaval. Na boa,  não sabem o que estão perdendo, amor de verdade é pra poucos. 😉

Tem gente que acaba perdendo a fé no amor e quando realmente encontra o amor de verdade ele desperdiça o beijo, o carinho, o abraço, o tempo de um amor, um olhar, um gesto, uma frase, discutindo o que não tem pra discutir (porque gente ciumenta quando não acha motivo, inventa!). Ciúme é falta de autoconfiança. É falta de “Ele(a) me ama, e eu sou suficiente pra fazer ele(a) não pensar em nenhuma(um) outra(o)”. Pensa na oportunidade que a vida tá te dando agora. Pra que essa preocupação excessiva? Quando se está bem consigo mesmo não há abertura para medo nem insegurança. Isso é só uma questão de autoestima!

Relacionamento não é posse, ninguém é de ninguém. Num relacionamento a gente divide a vida por livre e espontânea vontade, ou melhor, por livre e espontâneo amor. Você não pode obrigar ninguém a estar ao seu lado, nem privar ninguém de nada. As pessoas odeiam ser controlada, EU odeio ser controlada. Antes de apontar o dedo se coloque no lugar do outro e pense o que você faria na mesma situação. Um relacionamento pra dar certo precisa dessa liberdade.

A gente precisa deixar claro o que de fato nos magoa e que certas atitudes podem mudar tudo, mas sem ficar no pé. É aquela velha história (…) “deixa voar, se é teu volta” (…) Cobrança demais não ajuda em nada, muito pelo ao contrário só faz plantar uma sementinha do mal no lugar. (Pense nisso) A gente precisa evoluir, amor de verdade é pra poucos, confiança é pra menos ainda!

6


Veja Também...

Comentar Via FaceBook